Pantanal é uma marca japonesa

Padrão
pantanal-matogrossense-japao

Pantanal Matogrossense Japao

Há algum tempo escrevi no blog que vender commodities a preço baixo não é tão difícil. Vender uma marca, um conceito, uma idéia, é outra história.

O Brasil precisa aprender a vender sua marca mundo afora. Ao invés de ficar brigando por preços e tarifas de produtos agrícolas, é preciso enxergar as riquezas de cada cidade, estado e região.

Há muitos japoneses que já aprenderam a valorizar o Brasil.

Futebol, o esporte mais praticado no Brasil, exporta dezenas de atletas para o Japão. Bandeiras verde-amarelas são vistas nos estádios em jogos da J-League (Liga principal do Japão), quadras de futsal estão espalhadas por todo arquipélago e clubes europeus vendem milhares de camisas.

Opa! Clubes europeus?

Sim, apesar dos torcedores e clubes japoneses entenderem que o Brasil é o país do futebol, quem mais ganha com o consumo em torno do tema, são os times da Europa. O Santos passou pelo Japão em 2011 mas quem ganhou mais foi o Barcelona, pois o marketing é feito há muito tempo no país.

Mas há japoneses que ajudam as marcas brasileiras, como a dona dessa loja:

http://www.santista.net/

Ou este caso em que a empresa conta a história de uma das regiões mais ricas do mundo. Através da marca Pantanal Matogrossense. As vezes misturada com a história da Bahia, mas…

http://www.pantanal.jp/concept.html

Vamos “Asionalizar” as marcas brasileiras, sejam do futebol, de uma região ou de um novo conceito. Antes que algum japonês apaixonado pelo Brasil registre a marca antes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s