Internacionalização de franquias brasileiras no Japão

As franquias no Japão

O Japão é o terceiro maior mercado de franquias no mundo, atrás da China e EUA, e neste artigo da Franchise Times você encontra números e dicas de como iniciar seus negócios no país do sol nascente. Abaixo, os dados de 2016 da Japan Franchise Chain Association.

número de franquias e lojas no Japão
data by jfa-fc.or.jp

Dados em português:

  • Número total de redes de franquias: 1.335 (mais 6 redes em relação a 2015)
  • Número total de lojas franqueadas: 263.109 (mais 2.117 em relação a 2015)
  • Número total de vendas: ¥25T ou $222B na cotação $1=¥113 (2018/01/07)

O setor de varejo tinha 342 redes (-3 em relação a 2015), total de 108.631 lojas (+1.040 em relação a 2015) e faturamento de ¥17.8T ou $157.8B, aumento de ¥393.6B ($3.4B) em relaçnao a 2015.

Dentro do setor de varejo, destacam-se as redes de conveniência, com 23 redes (-3 em relação a 2015) e 57.818 lojas (+766 em relação a 2015), com faturamento de ¥10.8T ou $95B, aumento de ¥331.6B ($2,9B) em relação a 2015.

No setor de restaurantes são 571 redes (+2 em relação a 2015) e 58.696 lojas (+148 em relação a 2015), com faturamento de ¥4.1T ou $36.4B e aumento de ¥56.8B ($502M) em relação a 2015.

No setor de serviços são 422 redes (+7 em relação a 2015) e 95.782 lojas (+929 em relação a 2015), com faturamento de ¥3.1T ou $27.8B e aumento de ¥52.4B ($463M) em relação a 2015.

Comparação com o Brasil

O total de lojas franqueadas no Brasil em 2016 era de 138.343 ou seja, 1 loja para cada 1.500 habitantes. No Japão, haviam 263.109 lojas, ou 1 loja para cada 482 habitantes. Em relação ao faturamento, no Japão, a média é ¥95.3M ou $844K. No Brasil, a média é de R$1M por loja ou $328K na cotação de hoje $1=R$3,23.

A parte positiva do Japão são as leis de contratação dos terceirizados, além do alto poder aquisitivo e educacional da classe média japonesa. Enquanto que no Brasil, as leis trabalhistas e a educação ainda precisam ser melhoradas.

O Brasil tem extensão territorial continental, o que dificulta o trabalho de logística e comunicação com a rede, enquanto que no Japão, além do país ser menor, as boas condições de transporte e comunicação são pontos positivos para gestão da rede.

Anualmente há uma feira de franquias no Japão, o melhor local para iniciar contatos e entender mais sobre o mercado. A próxima, acontecerá entre os dias 31 de Janeiro e 2 de Fevereiro em Tokyo.

Oportunidades para os restaurantes brasileiros

Os brasileiros devem conhecer o famoso “Kobe Beef”, parte do tradicional tipo de carne bovina “Wagyu”, que na tradução livre, seria “boi japonês”. No Brasil, todos conhecem o churrasco, escrito em ideograma japonês: “シュラスコ”.

Em 2012, a Coca-Cola lançou o Tayo no Mate Cha, como reportado neste canal de notícias do setor e fez uma campanha de alto impacto na mídia japonesa. O objetivo era retratar o estilo latino americano de beber mate, o que alguns dizem ser uma “apropriação cultural”, veja o vídeo comercial.

Gráfico de crescimento palavra churrasco no Japão
Gráfico de crescimento palavra churrasco no Japão

O sucesso do produto fez com que os japoneses pesquisassem mais sobre esse estilo latino americano de comer carne e beber mate, e os programas de tv reportaram mais visitas a restaurantes latinos (imagem acima). O timing de lançamento, 2 anos antes da Copa do Mundo e o tipo de produto (chá) ligado a cultura latino america (erva mate), foi uma composição excelente.

No setor de restaurantes, a rede de churrascarias Barbacoa foi a maior beneficiada, pois está presente no Japão há mais de 20 anos, gerida pela OpenTable. A empresa operadora tem mais pontos no Japão do que a própria marca Barbacoa no Brasil. Veja no gráfico abaixo o trend para carne de boi no Japão.

Gráfico de crescimento palavra carne de boi no Japão
Gráfico de crescimento palavra carne de boi no Japão

Picanha no Japão

Outra rede que serve carnes vermelhas é a Tucano, da empresa PJ Partners. No estilo “PF”. Ela serve os cortes de carnes brasileiros, alcatra (ランプ) e picanha (イチボ). Veja no gráfico abaixo o trend para picanha no Japão.

Gráfico de crescimento palavra picanha no Japão
Gráfico de crescimento palavra picanha no Japão

A rede de restaurantes familiares Steak Gusto colocou a picanha no menu principal em suas 137 lojas. Os preços são, 450g (1 pound) ¥2.799 ou $24,76 ou R$81,17, e 225g (half pound) ¥1.699 ou $15,05 ou R$49,27 na cotação de hoje 7/Janeiro/2018.

Picanha no restaurante steak gusto do Japão
Picanha no restaurante steak gusto do Japão

E outro setor ligado a carnes que cresceu bastante foi o de BBQ, mais conhecido como “Assar carne na churrasqueira”. Veja o gráfico abaixo para バーベキュー no Japão. Notem que os picos de crescimento são no verão japonês.

Gráfico de crescimento da palavra bbq no Japão
Gráfico de crescimento da palavra bbq no Japão

Além dos restaurantes, os supermercados online brasileiros estão acostumados a vender os cortes brasileiros de carne de boi. Os principais são MyBrasil Mercado, The Amigos, Bellmart, Mugen, Kingmart, Açougue Takara

E os japoneses tem acesso até a assar picanha nas churrasqueiras Tramontina no Japão.

Lista das franquias de restaurantes que cresceram no Japão em 2 anos, até 2016

Franquias de restaurantes que cresceram no Japão

  1. Komeda – Rede de cafeterias originária de Nagoya, região central do Japão. Total de 683 franquias (+122). Investimento inicial de ¥8.97M~¥16.97M ou $79.380~$150.176. Gosto muito dessa rede, principalmente pelo “Morning Set”, servido até as 11:00 da manhã.
  2. Curry House CoCo – Rede de restaurantes de curry. Também tem origem na região central do Japão, em Ichinomiya. Total de 1.075 franquias (+69). Investimento inicial não informado na imagem.
  3. Ringer Hut – Rede de restaurantes de lamen. Tem origem no sul do Japão, em Nagasaki. Total de 184 franquias (+49). Investimento inicial ¥5M ou $44.247.
  4. Ossho – Rede de restaurantes de lamen e guioza. Tem origem em Kyoto uma das principais cidades do Japão. Total de franquias 270 (+38). Investimento inicial ¥9.65M ou $85.398.
  5. 31 Ice Cream – Rede de sorveterias Baskin Robins. Tem origem em Massachusetts nos EUA. Total de franquias 1.175 (+34). Investimento inicial ¥2.18M ou $19.292.
  6. Yudetaro – Rede de restaurantes de udon e sobá. Tem origem em Tokyo. Total de franquias 72 (+28). Investimento inicial ¥6M ou $53.097.
  7. Ootoya – Rede de restaurantes de comida japonesa. Tem origem em Tokyo. Total de franquias 183 (+26). Investimento inicial ¥5.2M ou $46.017.
  8. Lotteria – Rede de lanchonetes fast food. Tem origem em Saitama. Total de franquias 127 (+20). Investimento inicial ¥4.5M ou $39.823.
  9. Yayoikan – Rede de restaurantes teishoku. Tem origem em Sasebo no sul do Japão. Total de franquias 20 (+18). Investimento inicial ¥7.4M ou $65.486.
  10. Tadashi Shoten – Rede de restaurantes de lamen. Tem origem em Chiba. Total de franquias 62 (+16) e 2 no Brasil. Investimento inicial ¥3M ou $26.548.
  11. Very Berry Soup – Rede de fast food de sopas. Tem origem em Nagano. Total de franquias 38 (+16). Investimento inicial ¥2.8M ou 24.778.
  12. Hananomai – Rede de izakayas. Tem origem em Tokyo. Total de franquias 293 (+11). Investimento inicial ¥4M ou $35.398.
  13. Cafe de Clie – Rede de cafeterias. Tem origem em Nagoya. Total de franquias 97 (+11). Investimento inicial ¥5M ou $44.247.
  14. Mos Burger – Rede de lanchonetes fast food. Tem origem em Tokyo. Total de franquias 1.352 (+8). Investimento inicial ¥2.4M ou $21.238.
  15. 8ban Lamen – Rede de restaurantes de lamen. Tem origem em Ishikawa. Total de franquias 229 (+7). Investimento inicial ¥2M ou $17.699.
  16. Coo’s Conservo – Rede de padarias e café. Tem origem em Hyogo. Total de franquias 156 (+7). Investimento inicial ¥1.5M ou $13.274.
  17. Ueshima Cafe – Rede de cafeterias. Tem origem em Tokyo. Total de franquias 26 (+6). Investimento inicial ¥7M ou $61.946.
  18. Tonkatsu Hamakatsu – Rede de restaurantes de tonkatsu. Tem origem em Sasebo, do mesmo grupo Ringer Hut. Total de franquias 19 (+1). Investimento inicial ¥7M ou $61.946.

Apesar da rede Starbucks ser uma marca mundial e ter mais de 1.300 lojas no Japão, ainda há espaço para as cafeterias no arquipélago. No top 18 de crescimento, há 4 cafeterias.

Em especial, a número 1 – Komeda, que nasceu na região central do Japão, local onde residem mais de 50 mil brasileiros. Ela leva a cultura de comer pão e ovo de manhã para outras regiões do arquipélago.

O processo de crescimento da marca iniciou em 2008, ao ser vendida para o grupo de Private Equity Advantage Partners. Depois de estruturar a marca, o grupo vendeu a participação para MBK Partners, que levou o Komeda ao IPO na TSE e ganhou 5x de ROE.

Questionamentos sobre as oportunidades no Japão

  • Quais marcas brasileiras de franquia tem diferencial competitivo para entrar no mercado japonês?
  • Quais empresas de Venture Capital estariam preparadas para levar uma marca brasileira a fazer IPO na TSE?
  • No Brasil, quando pensamos em café, o pão de queijo vem logo a mente. E no Japão, como está a procura por チーズパン?
Gráfico de crescimento da palavra pão de queijo no Japão
Gráfico de crescimento da palavra pão de queijo no Japão

Saiba mais sobre a tese de investimentos “Asionalização”. Entre em contato @dinojapao

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s