Rate this post
Triplo de investimento em startups no Japão
Triplo de investimento em startups no Japão

Investimentos em startups no Japão

As empresas nascentes do Japão receberam $2.5B em investimentos no ano de 2017, como consta no relatório da empresa de pesquisas JVR, publicado em março no FT. A DSJP Consulting teve acesso ao relatório revisado no início de junho, que mostra mais detalhes do ecossistema japonês de startups.

Foram 882 deals com valores publicados, dentre o total de 1.101 startups que receberam aportes em 2017. Com média de $3M por startup. De 2012 em diante, os investimentos acima de $10M tem aumentado, com destaque para a Preferred Networks, startup de inteligência artificial que recebeu $128.9M no ano passado.

No report, constam 811 fundos que administram $3B em AUM, com 95% de capital interno. Nada comparado ao fundo de $98B da Softbank, que não faz muitos deals no Japão.

Investimentos em startups no Brasil

De acordo com o relatório da LAVCA apresentado pela Folha, em 2017, 113 startups brasileiras receberam $860M em aportes de fundos nacionais e internacionais. Nos  números relatados pelo Diego Gomes no Saasholic, o total de investimentos chegou a $992M em 153 deals, inclusos M&A’s.

Com base nesses números, notamos que o ecossistema japonês é mais dinâmico e no Top 46 dos fundos mais ativos da CBInsights 2017, há 10 VC japoneses. 

Investimentos crossborder Brasil/Japão.

O que falta para os fundos japoneses investirem no Brasil é a informação sobre o ecossistema de startups brasileiro, em especial o setor Fintech. A Pinheiro Neto Advogados iniciou um excelente trabalho de divulgação no arquipélago japonês, promoveu o primeiro Fintech Seminar neste mês de junho.

A DSJP Consulting participou do seminário e constatou que há muitas oportunidades nesse setor no Brasil. Apoiaremos todas as iniciativas de empresas e startups brasileiras que tenham interesse em levar mais informação de qualidade ao mercado japonês.

Deixe uma resposta