Rate this post
VC no Japao 2Q 2018 startups
VC no Japao 2Q 2018 startups

Informações do ecossistema nipônico

Este é o segundo post da série de artigos sobre os deals no ecossistema japonês de startups. Veja os destaques entre as startups no Japão, o comparativo com 2017 e as curiosidades do mercado. Encontramos mais fontes de pesquisa dos deals, e com isso, os números serão influenciados em relação ao post do primeiro quarto de 2018.

Destaques do 2Q 2018 no Japão

  • Total de deals 183.
  • ¥70.44B em 136 deals divulgados, cerca de $517M ou $4.6M de média por Startup
  • Maior deal ¥10B ou $90.5M da Kakao Corp e Podotree na Kakao Japan.
  • Maior deal Fintech na startup Money Design, ¥5.9B ou $53.4M de um grupo formado por Tokai Tokyo Financial HD, Mitsui Sumitomo Bank e Resona Bank.
  • Maior deal AI na startup Abeja, ¥4.25B ou $38.4M feitos pelo grupo PNB Inspire Ethical Fund, NVIDIA Corp, Sangyou Kakushin, SBI AI & Blockchain, Daikin Corp, TBS Innovation Partners, Topcon, JFC e Musashi Corporation.
  • Maior deal E-Commerce na startup Plaid, ¥2.7B ou $24.4M feitos pela Femto Partners, Eight Roads Ventures Japan, Mitsui Bussan, Mitsui Sumitomo Kaijyou, SMBC VC, Mizuho Capital e Mitsubishi UFJ Capital.
  • Setores com maior número de deals: AI com 16 e Fintech com 12.
  • VC com maior número de deals, Mizuho Capital com 13.

Comparativo 2Q 2017

  • Total de deals 84.
  • Em relação aos deals com valores divulgados, crescimento +172%, de ¥40.9B ou $367.8M, para ¥70.4B ou $633M.
  • O maior deal do primeiro trimestre de 2017 foi ¥6.7B ou $60M
  • Setor com maior número de deals: AI com 8.
  • VC com maior número de deals: SMBC Venture Capital com 9.

Curiosidades

  • A startup Nommoc levantou ¥50M ($444K) via plataforma de Crowdequity Fundinno. Além dos VC’s, o crowdfunding é a nova opção para as startups japonesas.
  • A startup Virtusize fechou uma rodada de ¥1.5B ($13.3M) e mudou sua sede da Suécia para o Japão. Um exemplo de “Asionalização“. Com base no Japão, pretende expandir na Coréia do Sul e China.
  • Global Mobility Service ou GMS, é a startup que conseguiu os maiores nomes do mercado financeiro japonês para unir IOT, Mobilidade e Fintech. Quer ajudar 2 bilhões de pessoas a comprarem carros.
  • PD Aerospace é uma startup do interior do Japão, com o projeto de viagens no espaço a 100km de altitude.

Oportunidades

Pelo segundo trimestre consecutivo, analisamos o aumento nos investimentos em startups no Japão. O fato mais relevante foi o IPO da startup Mercari, fundada em 2013, que já era unicórnio em 2016.

Qual será o próximo unicórnio japonês a fazer IPO?

*Disclosure: este blog não recomenda nenhum investimento aos seus leitores. O mercado é arriscado e a decisão é de cada pessoa ou instituição. Estamos construindo um banco de dados em português sobre o ecossistema japonês, listamos informações de 1K deals e 500 investidores de Venture Capital no Japão.

Deixe uma resposta