Congratulations to Darvish Yu Parabéns! おめでとう!

Padrão

It’s great to watch a Japanese Player recognized in USA. Since 2001 Ichiro and Matsui are two batters that wrote their names in the history of MLB.

This year Darvish Yu is writing his name too. Maybe better than pitchers Nomo and Matsuzaka.

—————————————————————————————————

Para quem não conhece Darvish Yu, escrevi um post sobre ele em 2011. Ele é filho de imigrante, venceu no Japão e foi para a MLB provar que o Baseball do Japão é de alto nível. Poucos tem coragem de tomar iniciativas como esta. E logo no seu 4o. jogo de início de temporada vence o duelo contra o time mais famoso da liga, o New York Yankees.

Para quem entende língua japonesa, vale a pena acompanhá-lo nessa trajetória:

Seu blog: http://ameblo.jp/darvish-yu-blog/ e Twitter

Vídeo oficial da MLB com o barulho da torcida gritando “Yuuuuuuuuuuuuuuuuu

OA_show(61);

Anúncios

Um filho de imigrante que ganha milhões no Japão

Padrão
Yu Darvish

Yu Darvish

Na segunda-feira, dia 19 de dezembro, concluiu-se mais uma história milionária no Japão. E agora, inicia-se outra. Talvez nos Estados Unidos da America. Trata-se do contrato de Yu Darvish, que também tem Farid (um nome persa que signiica único, ímpar) no nome completo. Farid Yu Darvishsefad é um jovem de 25 anos, filho de pai iraniano e mãe japonesa, nascido em em 16 de agosto de 1986, na cidade de Habikino, Osaka, jogador profissional de Baseball, dono de um dos maiores salários entre os esportistas no Japão. No ano de 2011, seu contrato com o Hokkaido Nippon Ham Fighters estava na casa dos 500 milhões de yenes, algo em torno de R$ 11 milhões.

Depois de 7 anos na liga profissional de Baseball do Japão, seu passe está sendo negociado, pelo Texas Rangers, também conhecido por ter feito uma das maiores contratações da história da MLB, o astro Alex Rodriguez, que hoje joga no NY Yankees. O valor que o Texas Rangers ofertou para obter os direitos de negociação com Darvish foi de US$ 51 milhões, ou R$ 94 milhões. Agora o clube americano tem 30 dias para estabelecer um contrato com o jogador, que alguns analistas dizem ser de US$ 75 milhões por 5 anos, o que daria mais ou menos R$ 27 milhões/ano.

Este é o exemplo de um jovem, filho de estrangeiro, que conquistou a terra do sol nascente e esta prestes a receber uma oferta milionária em outro país. Apesar de ter infringido algumas regras nipônicas no início da carreira, naturalizou-se, representou o Japão nas olimpíadas de Beijing e ganhou o prêmio máximo concedido a um arremessador no Japão, o Eiji Sawamura Award. Mas o exemplo maior, quem deu foi o avô de Yu, que em 1977 investiu nos estudos do filho Farsad (pai de Darvish), enviando-o para os Estados Unidos, local onde o mesmo conheceu a japonesa Ikuyo, (mãe de Darvish).

Darvish Yu, tem um fundo social, pelo qual doa para o WaterForum ¥ 100 mil (R$ 2.300,00), cada vez que vence um jogo. Para as crianças de Habikino ¥ 100 mil a cada jogo vencido, e doou também, 50 milhões de yenes (R$ 1.100.000,00) para a Cruz Vermelha, logo após a tragédia de março/2011.

Acredito que há inúmeros jovens brasileiros no Japão com potencial para crescerem nos esportes, nas artes e nos negócios. Mas não sei se há tantos pais ou avós, investindo na educação, nos sonhos e no sucesso deles por aqui. Agradeço ao meu pai, por ter investido na minha educação, o ponto de partida para construir uma história e criar novas oportunidades. Como essa, que ensino aos jovens, muito do que aprendi nos 20 anos atuando como Dj no Japão. Espero ajudar na história de outros jovens, para que conquistem seus sonhos e superem as dificuldades, morando num país diferente, onde é preciso se naturalizar para fazer parte do time.