O sucesso da Apple entre os brasileiros no Japão

Padrão

Os brasileiros no Japão são seres privilegiados, principalmente no setor de tecnologia. Temos a disposição – gastando yenes – banda larga de até 200 megas, rede 4G, aparelhos das mais variadas marcas e acesso a serviços na língua portuguesa para adquirir tudo isso, num país onde a comunidade local precisa estudar vários anos para aprender o difícil idioma japonês.

Várias companhias falharam ao entrar no disputado mercado japonês, entre elas, uma vencedora no Brasil, a Wal-Mart. É interessante notar como a Apple fatura milhões de dólares de uma comunidade que ela talvez nem saiba que exista, mas que utiliza e ainda faz publicidade grátis de seus produtos. Eu mesmo já relatei tantos benefícios do MBP que uma amiga do Brasil decidiu comprá-lo também.

Há muito tempo a Microsoft detinha o domínio do mercado entre os browsers (navegadores) usados pelos brasileiros no Japão. Porém, devido a todos os fatores descritos acima, os brasileiros adotaram a navegação móvel como hábito e escolheram o iPhone e iPad como principais aparelhos para essa finalidade.

A comunidade brasileira representa pouco para uma empresa como a Microsoft ou Apple, o que são 100 mil iPhones e 15 mil iPads para uma empresa que vendeu mais de 100 milhões de iPhones e 15 milhões de iPads não é mesmo?

Porém, para pequenos empreendedores, vale a pena notar que em apenas 4 anos, uma empresa pode sair do terceiro lugar para o primeiro com bons produtos e boas parcerias. Fica aqui a pergunta, em que lugar você está em relação ao seu concorrente?

Veja os gráficos de acesso do Leilao.JP em relação aos browsers entre 2009-2012:

Em 2009, o IE dominava o mercado com 70,83%, o Firefox estava bem longe com apenas 17,08% e o Safari tinha apenas um dígito no mercado.

Navegadores-browsers-explorer-safari

Navegadores-browsers-explorer-safari

Em 2010, o IE tinha pouco mais da metade do mercado e o Safari já havia subido para o segundo lugar.

Navegadores-browsers-explorer-safari-2011

Navegadores-browsers-explorer-safari-2011

Em 2011, os dois browsers estavam praticamente empatados.

Navegadores-browsers-explorer-safari-2011

Navegadores-browsers-explorer-safari-2011

Em 2012, devido a mudança de hábitos dos usuários, o IE perdeu força, com o Chrome bem próximo e o Safari se tornou o líder.

Navegadores-browsers-explorer-safari-2011

Navegadores-browsers-explorer-safari-2011

Dados: Google Analytics

Website: Leilao.JP

Anúncios

Softbank – A líder entre os brasileiros no Japão

Padrão

Li a matéria do EXAME e não concordo com tudo que foi escrito, aliás traduzido da REUTERS.

Image.

Muitos brasileiros que vivem fora do Japão devem estar surpresos com a recente notícia de compra da Sprint, feita pela japonesa Softbank.

Porém, para os que estão no Japão e vivem a mais de 10 anos na ilha, é um fato normal de uma empresa que abriu as portas para o atendimento aos estrangeiros e facilitou o acesso a comunicação móvel.

Alguns fatos que fazem da Softbank a mais utilizada pelos brasileiros no Japão:

– Baixou os preços das mensalidades dos celulares

– Introduziu o iPhone no mercado japonês.

– Facilitou a aquisição dos aparelhos através de empresas que atendem na língua portuguesa.

– Contratou funcionários para atendimento em português nos seus Call Centers.

– Lançou aparelhos com menu em caracteres romanos.

Sou cliente Softbank e posso afirmar que a empresa conseguiu me conquistar por oferecer o iPhone e pelo White Plan (Plano de ligações por ¥ 980/mês ou $ 12). O atendimento em português é apenas um detalhe.

Antes da Softbank, usei a Vodafone e também a J-Phone. Já fui cliente da IDO (atual AU) e também da Docomo.

Não confiei em duas ações da Softbank nesses 6 anos depois de comprarem a Vodafone Japan. A primeira, utilizar o logotipo e a marca deles ao invés do vermelho da operadora européia. Achei que não iria dar certo por não representar um nome ligado a telefonia, mas em pouco tempo já estava com aquele “símbolo de igual =” em cinza na minha cabeça. A segunda foi a introdução do iPhone num mercado dominado por excelentes aparelhos com tecnologias avançadíssimas em telas menores e mais leves, estava acostumado a navegar nos sites mobile. Mas o iPhone conquistou os japoneses logo na segunda geração 3GS, pela facilidade de uso, tanto por jovens quanto por idosos e ainda a possibilidade de navegação nos sites e acesso a emails.

A KDDI AU descobriu isso um pouco tarde, e só começou a vender os aparelhos a partir do 4S. A NTT Docomo, talvez só perceba o atraso no 5S.

O mesmo acontece na oferta de serviços para os estrangeiros no Japão. Enquanto a Softbank abre as portas para parcerias e atrai mais consumidores, a KDDI AU e NTT Docomo fazem pouco para nos ter como clientes. Não há interesse em aprender como lidar com estrangeiros, uma oportunidade única dentro do seu próprio país. Algo que Carlos Slim consegue fazer muito bem nos EUA.

A NTT Docomo e KDDI AU são respectivamente primeira e segunda em número de assinantes de celulares no Japão. Porém, nos últimos 6 anos, desde que comprou a Vodafone Japan a Softbank conseguiu aumentar em 15 milhões sua base (dobrou), enquanto que as líderes conseguiram apenas 8 milhões cada.

Masayoshi Son, CEO da Softbank tem o objetivo de ser número 1 em telefonia móvel no Japão. Ele já tem o site número 1, Yahoo Japan. Acredito que nos EUA ele pode fazer o mesmo. Utilizar a estrutura da Sprint para oferecer conteúdo móvel aos americanos e com esse aprendizado, trazer mais novidades para o mercado japonês.

Fonte: Wikipedia.Org

Anuncio em texto no smartphone

Padrão

Em 2010 fiz um post em que comentava sobre o crescimento dos acessos no Leilao.JP e as próximas estratégias para aumentar os acessos. Os números naquela época eram:

  • 9.000 usuários cadastrados em maio/2009 para 16.000 em dezembro/2009.
  • 2.000 produtos em maio/2009 para 6.800 produtos em dezembro/2009.
  • 80.000 visitantes mensais em maio/2009 para 140.000 visitantes em dezembro/2009
  • 1.500.000 page views em maio/2009 para 2.800.000 pv em dezembro/2009.

Nesse mesmo post, havia comentado que a próxima estratégia seria fazer o site em várias línguas. Porém, o caminho foi alterado para o setor “Mobile”. Porque de 2009 para 2010, o gráfico de acessos através de iPhone mostrou tendência de crescimento. Assim, foi iniciado um trabalho para otimizar as páginas para visualização e clique na tela. Em 2011 foram iniciados os testes e o resultado está no gráfico abaixo.

No próximo mês (Maio) vem a novidade. Os anúncios de texto na tela do Smartphone. Já havia mostrado num outro slide que o CTR (Taxa de Cliques) em banners é bem maior quando se usa a tela de toque, agora teremos os anúncios de texto, práticos e rápidos para publicar. Pelos testes iniciados ontem, o CTR é um pouco menor que  dos anúncios de imagem, mas supera os banners de desktop.

Exemplo de anúncio na tela do iPhone:

AdText Leilaojp

AdText Leilaojp

O próximo passo é fazer uma rede de conteúdo móvel relevante para as empresas anunciarem. Quem tiver um site ou blog e queira instalar esse módulo de publicidade, fale comigo no @dinojapao. O grande diferencial deste sistema é a disponibilização de relatórios com impressões e cliques.

Você já tem estratégias para dispositivos móveis?

Padrão

Você como pessoa ou como empresa, já pensou nisso?

As pessoas estão cada dia mais, usando de dispositivos móveis para entretenimento, comunicação, pesquisa e até compras. Compras? Sim, tem muita gente aprendendo a comprar via iphone, ou mesmo utilizando o Big iPhone, mais conhecido como iPad. Sem esquecer os outros “devices”, Galaxy Tab, Epads, Blackberry’s, etc.

Se as pessoas ao seu redor já usam estes aparelhos para se comunicar contigo, é preciso adotá-los também. Mas e as estratégias?

Existem duas, Inbound Marketing e Outbond Marketing.

Outbond Marketing, meio tradicional de se chamar as pessoas para virem até você, como utilizar propaganda em jornais, revistas, tv, rádio, telemarketing ativo, panfleto, flyer, cartaz, mala direta, outdoor, etc.

Inbound Marketing é quando você faz com que as pessoas te achem, com estratégias para mecanismos de busca, links e páginas customizadas para determinado público.

Exemplo:

-Seu site tem produtos que podem ser consumidos por pessoas de qualquer nacionalidade. Se o idioma é apenas em português, será mais difícil vender para pessoas que usam outro idioma. Caso traduza para o idioma inglês, poderá atingir uma fatia maior de consumidores, contanto que consiga atendê-los na mesma linguagem.

Com a evolução da tecnologia móvel, diversos aparelhos estão sendo usados para acessar os sites pessoais e empresariais. No Japão, devido a qualidade e rapidez do sistema 3G, muitos brasileiros utilizam o iPhone e iPad para navegar na web. Poucas empresas fazem pesquisas sobre comportamento, mas basta olhar os nossos amigos em volta para ter uma idéia que a proporção é muito grande.

A equipe do Publicidade.JP utilizou o Inbound Marketing para ajustar-se aos números vistos nas análises dos acessos. Desde 2011, disponibilizou um design amigável para o iPhone e celulares que utilizam Android, que hoje representam 45% dos acessos. Com apenas um reload de página, o layout muda para o sistema smartphone.

design para smartphone Leilaojp

design para smartphone Leilaojp

Agora com os resultados da análise abaixo, o próximo passo será fazer também um design específico para “Tablets” que já superam 6% do total de acessos móveis vindos do Japão, perde apenas para o iPhone.

Analytics www.leilao.jp dispositivos_moveis_20120110-20120209

View more documents from Dino Slender
Se isto já acontece com os brasileiros no Japão, com certeza é uma tendência para o Brasil também.

O papel do gerente de marketing digital

Padrão

Estava visitando a seção perguntas no Linkedin e escolhi esta:

Qual o papel do gerente de marketing digital?

De acordo com Martha Gabriel, na sua palestra, Marketing na Era Digital, realizada em outubro/2011 no Japão, houve uma inversão no vetor de marketing. Antes, através das mídias tradicionais, as empresas buscavam os consumidores. Hoje, com a mídia digital interativa, os consumidores buscam as empresas e marcas. É preciso então, ESTAR em sincronia com as pessoas.

Acredito então que o papel principal não mudou, (só aumentou o trabalho rs) o que mais diferencia a plataforma digital hoje é a mensuração (alguém no dia, confundiu com menstruação). Quando você trabalha com mídias “analógicas” ou “convencionais”, há uma grande dificuldade para medir os resultados.

No meio digital, as ferramentas disponibilizadas são inúmeras e a cada dia mais rápidas e precisas.
É essencial que todas as pessoas que trabalham com marketing, estudem otimização de buscas, marketing de buscas, medidores de audiência digitais, plataformas de publicidade online, blogs e relacionamento nas redes sociais.

A internet revolucionou a comunicação com as pessoas. Hoje, passamos mais tempo conectados a dispositivos digitais. Nosso tempo está sendo consumido por smartphones, tablets, pcs e demais aparelhos conectados a web.

Conforme dados da ComScore, o brasileiro, está entre os que mais acessam sites de mensagens instantâneasblogs e redes sociais, portanto, o gerente de marketing precisa saber utilizar as ferramentas para se comunicar com esses consumidores e analisar os resultados de suas estratégias digitais.

Dentro da comunidade brasileira no Japão, temos o Publicidade.JP, pioneiro em oferecer o inventário para o gerente de marketing medir os resultados de suas campanhas no meio digital. Com dados de visualizações de campanha de acordo com datas, horários, cliques e porcentagens CTR.

As empresas precisam de mais velocidade nesse mundo digital, pois hoje o acesso está cada vez mais rápido e móvel. Por isso é essencial ter sites customizados para aparelhos como iPhone ou com sistema Android, pois a comunicação deve ser feita com a plataforma que o consumidor está usando. Não perca tempo, pois as taxas de conversão de cliques nos smartphones podem ser 15 vezes maiores. Veja o exemplo abaixo:

Pc x smartphone ctr

View more documents from Dino Slender
PS: Sou parceiro de negócios do site Publicidade.JP

Ranking dos aparelhos mobile – Analytics Leilao.jp

Padrão

Os 22 aparelhos móveis mais usados para acessar o site Leilao.jp no final de 2011.
Uma base para entender quais “gadgets” os brasileiros no Japão estão utilizando no momento.

O iPhone tem um domínio grande em relação aos outros, pois a Softbank, foi a primeira operadora a investir nos smartphones. Com uma estratégia agressiva, oferecendo ligações a preços baratos no início das suas operações, logo após adquirir a carteira de clientes da Vodafone Japan em 2006, por US$ 15 bilhões.
Esta aquisição, permitiu a Softbank, criar sua base para expandir o acesso a internet móvel, que já era um foco da companhia, quando lançou a banda larga Yahoo BB em 2001. Entre 2008 e 2011 a Softbank teve exclusividade nas vendas do aparelho da Apple.
Porém, em 2011, a Au ou “Eiyu”, braço móbile da KDDI (parte do conglomerado Toyota), ganhou a concessão para vender o iPhone 4S, dividindo o mercado desse tão cobiçado “gadget”.

No Japão, a grande maioria sabe que a conexão da Au é melhor que da Softbank. E, no caso dos japoneses, eles preferem a DoCoMo, por ser da NTT, a mais antiga empresa de telefonia do Japão. Mas que tem preços superiores a Au e Softbank.

Na lista dos aparelhos usados pelos brasileiros, podemos notar uma grande variedade de aparelhos da Au e Docomo, e poucos modelos de aparelhos da Softbank. Portanto, cabe ao pessoal de marketing, pensar nesses consumidores, na hora de planejar suas estratégias.

Vale a pena observar também, os tablets, iPad e Galaxy Tab, que podem ser melhor explorados pelo tamanho da tela e facilidade de uso. Basta olhar na coluna “Pages” e notar que o número de páginas vistas nos tablets, são maiores que a média geral. 19,56 e 22,72 contra 14,60 de média.
Mais um ponto a destacar em prol do iPad, o número de novas visitas, 11,22% o dobro da média, 5,32%.

Apesar de não ter números claros, dentre os desconhecidos, é possível que haja tablets genéricos, provenientes da china, com sistema android, sendo utilizados para acessar o Leilao.jp, pois há inúmeras empresas brasileiras fabricando e revendendo esses modelos no mercado.

Esse é apenas o Top 22, na lista completa, há mais de 100 modelos sendo usados. Em vários países.