Melhoria nos processos da vida e do empreendimento

Padrão

Imagem

 

 

A figura acima é da página (http://en.wikipedia.org/wiki/PDCA), faz parte de um método para melhoria de processos.

O que são processsos?

De forma simples, processos são passos com um objetivo comum. Por exemplo, você deseja fazer um churrasco, precisa planejar a quantidade de ingredientes, local, data, etc. As vezes há perdas, problemas com clima, etc. Mas de acordo com os erros, vai adquirindo experiência para fazer melhores churrascos ou não.

 

PDCA

Plan Do Check Act é adotado por grandes empresas para melhorar os processos de produção ou administração. Para quem trabalha no Japão, deve conhecer também o Kaizen, que significa melhoria contínua para diminuição de perdas. Muito discutido nas reuniões matinais das fábricas japonesas.

Trabalhei em uma fábrica na província de Aichi e toda semana havia reunião para saber quais eram os erros nos processos e as soluções para melhoria. Em geral, as linhas de produção são compostas por operadores de máquinas e controladores de qualidade (observador de defeitos). Era obrigatório a participação de todos, operadores, controladores, logística interna, chefes. Os operadores e controladores davam pelo menos 1 sugestão de melhoria por semana, mesmo que não houvesse nenhum defeito aparente. E caso houvessem problemas de defeitos mais graves as reuniões eram feitas no mesmo dia.

Empresas de qualquer porte podem utilizar o PDCA. É simples e motiva a inovação dentro da empresa. Inovar não é somente criar algo novo. Significa também melhorar o que já está sendo feito (talvez de forma errada por anos). Nesse caso, talvez não houve o P (Plan=Planejamento) e o empreendedor foi direto ao D (Do=Fazer), portanto é preciso então complementar com o C (Check=Checar) ou analisar onde está o problema e A (Action=Agir) para resolver o problema.

 

Exemplo prático

Um exemplo, se os clientes da loja reclamam que o preço do produto está alto. Pode-se C (Checar) a possibilidade de comprar uma quantidade maior deste produto. Nesse caso, há uma outra fórmula para saber se vale a pena investir mais nesse produto, a fórmula de Pareto (80/20), algo para comentar em outro post. Ou encontrar uma fórmula de comunicar a todos os clientes como foi determinado o preço deste produto.

Este ano o feijão subiu muito no Japão e poucos consumidores pesquisaram sobre os motivos. Como disse o palestrante Ronan Mairesse no seu vídeo abaixo, um problema do outro lado do mundo afeta os brasileiros aqui no Japão e nós precisamos estudar para entender esse mundo complexo. 

O mundo se transforma muito rápido, fortunas são construídas, bilhões são diluídos, produtos são lançados com venda de 7 dígitos em menos de 24h. Se algo está errado na nossa vida ou no dia-a-dia da empresa, vamos usar o PDCA para melhorar.

Anúncios

Agenda: Palestra dia 24/05/2009

Padrão

Dino Slender foi convidado para fazer uma Palestra para as Consultoras de Beleza da Menard Madelamour, em Mie-Ken, Suzuka-Shi. Este evento não será aberto ao público.

Os prováveis temas que serão abordados são:

– O poder das Mulheres Brasileiras no Japão depois das mudanças no mercado.

– Sucesso: Uma questão de Visão (exercícios para ampliar a visão)

– A importância da rapidez na pesquisa e análise do mercado

– Motivação – desafiando seus limites

Palestra no Curso de Fotografia!

Padrão

Dino Slender realizou domingo dia 19 de Abril, palestra de 1 hora durante o Curso de Fotografia avançada na ATEC em Nagoya. Agradecimentos ao Professor M.Saiki que convidou Dino para falar sobre Vendas e a relação com a Fotografia Publicitária no Japão.

Durante a Palestra, Dino abriu a edição 202 da Revista Alternativa, onde somente nas primeiras 10 páginas contabilizou mais de 100 fotos publicitárias, mostrando que o mercado é inexplorado, pois desse total, apenas 1%, é produzida em estúdio fotográfico especializado em produtos no Japão. Dino, enfatizou a importância do profissional escolher um nome de fácil memorização quando entrar no mercado, e falou também sobre o relacionamento com o cliente, ponto em que poucos estão acostumados a lidar, pois a grande maioria dos profissionais, pensa apenas em baixar o preço para entrar no concorrido mercado.

Não basta o Fotógrafo aprender todas as tecnicas, ele deve saber vender seu material, ou contar com a ajuda de um Profissional de Vendas.

Obrigado a todos os alunos que ouviram atentamente as dicas e experiências do Palestrante – Dino Slender.